Destaques
“Projetos Mobilizadores: Passado, Presente e Futuro”

Sob o tema “Projetos Mobilizadores: Passado, Presente e Futuro”, a ANI organizou no dia 14 de março um almoço para assinalar o encerramento das atividades dos projetos AAL4ALL, TICE.Healthy e Do IT. Representantes do setor empresarial e do sistema científico tiveram a oportunidade de debater sobre os desafios que a área da saúde enfrenta.

 

Projetos Mobilizadores na Saúde

Estes projetos caracterizam-se pelo seu cariz transversal decorrente da multiplicidade de interesses e diversidade de competências científicas e tecnológicas mobilizadas, bem como pelo elevado conteúdo tecnológico e de inovação, gerando impactes significativos a nível multisectorial e/ou regional e/ou ao nível de determinado cluster, constituindo-se como um vector essencial para a concretização e afirmação de estratégias de desenvolvimento sustentadas em lógicas de eficiência colectiva.

As ações, que decorreram de 2011 a 2015 no âmbito do QREN, implicaram uma aposta em projetos dinamizadores de capacidades e competências científicas e tecnológicas, com elevado conteúdo inovador e com impacto significativo a nível multissetorial e regional de clusters e de outras formas de parceria e cooperação.

O projeto AAL4ALL – Padrão de Cuidados Primários para Serviços de AAL (Ambient Assisted Living) procurou mobilizar um ecossistema industrial focado na massificação de produtos e serviços de AAL. Este projeto, liderado pela Microsoft, envolveu 32 entidades, das quais 17 empresas e 15 instituições não empresariais de investigação e inovação (i&i).

 

A abordagem do Projeto Mobilizador TICE.Healthy – Sistemas de Saúde e Qualidade de Vida incidiu no desenvolvimento de novas soluções para o segmento de saúde e qualidade de vida a partir da internet. A Mediaprimer - Tecnologias e Sistemas Multimédia, Lda encabeçou a parceria estabelecida entre 16 empresas e oito entidades não empresariais do sistema de i&i.

 

O terceiro projeto foi o Do IT – Desenvolvimento e Operacionalização da Investigação de Translação. A Têxtil Manuel Gonçalves, S.A liderou 17 empresas e 15 entidades de i&i no sentido de facilitar a conversão de descobertas científicas em produtos ou serviços destinados ao diagnóstico, prognóstico e tratamento ou prevenção de doenças.

 

Fonte: i9magazine

07/04/2016 , Por Célia Pinto