Destaques
Produção de Quadros em Alumínio para Bicicletas

Enquadramento

A Triangle's, Cycling Equipment, S.A. é um projeto inovador que resulta da parceria de três empresas portuguesas ligadas ao setor do ciclismo: a Rodi, a Miranda e a Ciclo Fapril.

A Triangle’s tem como objetivo específico fabricar quadros em alumínio destinados à produção de bicicletas, com modelos para bicicletas elétricas e bicicletas comuns, utilizando tecnologias inovadoras de transformação do alumínio, onde se destaca o processo de soldadura, que é totalmente robotizado.

O alvo da Triangle’s é o segmento médio alto com particular enfoque nos quadros para bicicletas elétricas.

Mais de 66% da produção da Triangle’s será para exportação, principalmente para os mercados da Europa, sendo 90% no caso das E-bikes.

O projeto irá criar 106 postos de trabalho diretos dos quais 11 com formação superior.


Entrevista ao Administrador da   Triangle’s – Cycling Equipments, S.A, Armando Levy Silva …

Como é que surgiu a ideia de juntar a Rodi, a Miranda e a Ciclo Fapril e avançar com uma fábrica para produzir quadros de alumínio para bicicletas?

A Rodi e a Miranda são já fornecedores dos maiores fabricantes de bicicletas na Europa e, na Miranda  são especialistas em peças de alumínio forjadas que a Triangle’s irá integrar nos quadros.

A Ciclo Fapril tem um grande know-how em soldadura, a amizade que liga os administradores destas três empresas e o acreditar no projeto, facilitou esta Joint Venture.

 

Quais os principais desafios com que se depararam no desenvolvimento do projeto?

Um projeto 100% inovador, a Triangle’s é a única fabrica no mundo a soldar quadros 100% por Robots, tem sempre grandes desafios. Destaco os principais, que foram a seleção dos fornecedores e construir a equipa de colaboradores.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O que consideram ser crítico para o sucesso da vossa estratégia?

Há sempre “percalços” e a Triangle’s teve-os; nos timings de entrega por parte do nosso fornecedor do projeto de soldadura, em que a linha para soldar quadros para bicicletas E.Bike chegou praticamente com um ano de atraso.

Integrar engenheiros no nosso departamento de I&D e forma-los para que compreendessem as geometrias dos quadros, comportamentos do alumínio no processo de soldadura e tratamento térmico foi outro desafio.

Crítico é a falta de técnicos especializados sobretudo na região de Águeda /Aveiro que dificulta e muito o desenvolvimento dos projetos nos timings exigidos pelos clientes.

Qual o contributo do COMPETE 2020 para os objetivos que definiram para o projeto?

O contributo do COMPETE 2020 foi decisivo para que este projeto se tornasse uma realidade.

 

Apoio

O projeto conta com o apoio do COMPETE 2020 no âmbito do Sistema de Incentivos à Inovação, envolvendo um investimento elegível de 14 milhões de euros o que resultou num incentivo FEDER de cerca de 8,5 milhões de euros.

 

 

 

 

29/11/2017 , Por Miguel Freitas
Portugal 2020
COMPETE 2020
Europa