Vieira de Castro lança novas categorias de bolachas e drageados

Apoiado pelo COMPETE 2020, este projeto visa o aumento da capacidade produtiva da Vieira de Castro, através da instalação de novas tecnologias que permitirão produzir novos e diferenciados produtos, otimizando a eficiência dos seus processos produtivos.

 

Síntese

A Vieira de Castro visa promover a internacionalização da empresa através da aposta na diversificação dos mercados geográficos e no lançamento de novos produtos, respondendo desta forma a uma estratégia de diversificação.

Seguindo uma estratégia de desenvolvimento contínuo de novos produtos, tendo por base o acompanhamento das mais recentes tendências do setor alimentar, esta empresa identificou a oportunidade de desenvolver um conjunto de novos produtos (bolachas e drageados) adaptados ao perfil de procura internacional e com características claramente diferenciadoras no mercado, tendo em vista a consolidação do crescimento da sua atividade no mercado nacional e o incremento da sua presença no mercado internacional. 

Ao nível do desenvolvimento de novos produtos cujo desenvolvimento resulta diretamente de atividades de I&D, importa destacar a produção e comercialização de novos drageados com centro em chocolate coberto com chocolate e revestido com partículas e ainda de novas gamas de bolachas, nomeadamente as bolachas wafer de cor preta com recheio de creme branco e outros recheios com partículas; as bolachas de formato retangular e as bolachas biológicas direcionadas para os mercados externos (em especial para o mercado dos E.U.A.).

Deste modo, a expansão em causa envolve a realização de investimentos em infraestruturas de suporte ao crescimento da atividade da empresa, envolvendo a ampliação de instalações, assim como a aquisição de novos equipamentos produtivos e a instalação de tecnologia state-of-the-art para a produção dos novos produtos a que se propõe.

 

Apoio do COMPETE 2020

> Sistema de Incentivos à Inovação

Cofinanciado pelo COMPETE 2020 no âmbito do Sistema de Incentivos à Inovação Produtiva, este projeto envolve um investimento elegível 4.345 mil euros, a que corresponde um incentivo FEDER de 2.172 mil euros.

> Testemunho de João Paulo Couto, Departamento de Contabilidade da Viera de Castro

“Os incentivos financeiros atribuídos pelo COMPETE2020 ao abrigo do programa Portugal 2020 representam um contributo essencial na prossecução dos objetivos da empresa. A Vieira de Castro identificou a oportunidade de desenvolver um conjunto de novos produtos na área das bolachas e dos drageados com características inovadoras e diferenciadoras e adaptados ao perfil de procura internacional. A expansão pretendida envolveu a aquisição de equipamentos de produção com incorporação de tecnologia da última geração, bem como a necessária ampliação das instalações industriais tendo em vista a correta instalação desses equipamentos, e estes investimentos foram enquadrados na nossa candidatura aos referidos incentivos. Nas indústrias do ramo alimentar a inovação é um dos fatores chave de sucesso e é o objetivo da empresa alcançar segmentos de mercado com gostos mais sofisticados e elevado rendimento disponível. Neste sentido, a empresa pretendeu dotar-se de equipamentos que permitissem a produção de bolachas biológicas com perfis organoléticos, formatos, dimensões e ingredientes distintos face à oferta existente, bolachas retangulares do tipo shortcake, tuc, petit beurre e tostadas com combinações de sabores inovadoras, bolachas wafers de cor preta com vários recheios, e drageados com centros de chocolate polvilhados com partículas sólidas de vários sabores. Por outro lado, a empresa promoveu também a inovação de processo, através da implementação de um novo processo de embalamento de bolachas cream cracker, que permitiu aumentar a capacidade produtiva, ao atingir níveis de eficiência, fiabilidade e automatização nitidamente superiores ao processo existente até então. Esta estratégia de crescimento através da inovação visa reforçar e consolidar a notoriedade dos produtos da empresa nos mercados onde a empresa já está presente e alargar essa presença a novos mercados, promovendo o aumento do volume de negócios e o aumento do peso do volume de negócios internacional nos próximos anos. Apesar de a empresa ter recorrido ao autofinanciamento para a realização dos investimentos previstos no projeto, a possibilidade de conversão parcial dos incentivos financeiros em incentivos não reembolsáveis através do cumprimento das metas definidas no programa Portugal 2020 constitui um desafio a que a Vieira de Castro está empenhada em superar.”

 

 

Estratégia

A Vieira de Castro tem apostado continuamente numa estratégia de diferenciação global (em todo o setor/mercado), visando o seu desenvolvimento sustentável, assente no alcance e consolidação de vantagens competitivas, designadamente ao nível do produto/serviço único diferenciado, no pioneirismo no lançamento de produtos e no reforço da capacidade tecnológica por via da adoção de tecnologias emergentes e de processos inovadores. 

Neste sentido, a empresa perspetiva, no âmbito do presente projeto, incrementar a sua presença em mercados atuais de interesse estratégico e com potencial de crescimento (EUA, Brasil, Angola, China, Inglaterra, Irlanda e Colômbia) e penetrar em novos mercados geográficos com elevada dimensão e poder de compra e elevada apetência para a aquisição de produtos de origem portuguesa (países do médio oriente e novos estados brasileiros). 

 

Inovação de Produto

 

A. Novas bolachas: 

> Bolachas biológicas 

A Vieira pretende iniciar a produção de bolachas para o segmento dos produtos biológicos, perspetivando a entrada nesta categoria por via da oferta de uma gama de bolachas inovadoras no mercado nacional pelo seu perfil organolético, formato, dimensão, ingredientes e momentos de consumo inequivocamente distintos das bolachas biológicas atualmente produzidas em Portugal. 

Tratar-se-á, efetivamente, de uma gama de produtos claramente inovadora no mercado nacional, na medida em que aposta num novo conceito de produto que associa (i) a alimentação mais segura e saudável com a (ii) geração de novas experiências e momento de consumo, proporcionando aos consumidores finais novas sensações ao nível de consumo de combinações de sabores e texturas. 

> Bolachas de formato retangular

A empresa pretende lançar um conjunto de bolachas de superior qualidade e valor acrescentado, que se diferenciam pelo perfil organolético distinto e diferenciador, incorporando novas e inovadoras combinações de sabores, face às bolachas da mesma categoria. 

> Bolachas wafer de cor preta recheadas com creme branco

A Vieira de Castro será o primeiro fabricante nacional de bolachas a disponibilizar no mercado estasa bolachas. O carácter diferenciador das novas bolachas wafer será reforçado com a possibilidade de introdução de partículas sólidas e diferenciadoras na massa de recheio – nomeadamente, pepitas de chocolate, flocos de framboesa - criando- uma multiplicidade de sabores que permitirão atrair um número superior de potenciais consumidores. 

B. Novos drageados: 

A empresa visa produzir novos centros de chocolate cobertos com camadas múltiplas de chocolate e polvilhados com partículas sólidas de variados sabores. Tratam-se de produtos inovadores no mercado nacional, na medida em que irão incorporar características sensoriais e organoléticas distintas face aos tradicionais produtos já disponibilizados e comercializados nos segmentos a que se destinam. Atento o elevado nível de diferenciação dos produtos a desenvolver será necessário superar o atual estado-da-arte, encetando atividades de I&D com vista ao desenvolvimento de formulações pioneiras e incorporação de matérias-primas ainda pouco ou nada exploradas no setor.

 

Links

Website 

Facebook 

31/01/2017 , Por Cátia Silva Pinto
Portugal 2020
COMPETE 2020