Notícias
Aposta na Colômbia soma e segue

A 27ª edição do certame Colombiamoda terá como mote “Ser para Hacer”. De 26 a 28 de julho, na Plaza Mayor, em Medellín, 650 expositores irão mostrar as suas coleções, entre os quais se destaca a comitiva portuguesa, composta por oito empresas nacionais, que partem rumo à América Latina no âmbito do projeto de internacionalização From Portugal.

O crescimento sustentado da economia colombiana na última década tem tornado este mercado bastante atractivo para a internacionalização das empresas portuguesas. Nesta edição de 2016 da Colombiamoda, são oito as empresas portuguesas que integram a comitiva portuguesa, que viaja até à América latinam com o apoio da Associação Selectiva Moda.   

De regresso a Medellín, a portuguesa Ada Gatti irá apresentar uma coleção baseada em artigos de design cosmopolita, com cores quentes e matérias-primas frescas, indo ao encontro das necessidades da mulher sul-americana. «Escolhemos este mercado, porque temos a convicção de que o mercado sul-americano de ascendência espanhola, esta em franca ascensão. Esta é a segunda edição que vamos participar e as expectativas são altas. Queremos encontrar um ou mais parceiros de negócio ao nível de distribuidores/representantes», explica Sérgio Rocha, director geral da empresa.  

A Collove leva até Medellín a sua coleção outono/inverno 2016/17, assim como as últimas novidades em sportswear. «Este é um bom mercado e um mercado estratégico para os restantes países da América latina, as nossas expectativas são elevadas», afirma Mónica Morais, development & export manager.   

Peças sublimadas sobre fibras naturais, são o destaque da coleção que será apresentada pela Layer Wear. As parcerias efectuadas na participação anterior, fomentaram o regresso à Colômbia. «A escolha deste mercado vem no seguimento da estratégia implementada em 2014, de prospecção dos mercados da América do Sul e Centro. Estas participações resultaram em parcerias em 2 países da América Central», revela José Gaia, manager da empresa. «As expectativas para esta feira estão no seguimento das expectativas das feiras anteriores e que têm vindo a concretizar-se, ou seja, estabelecimento de contactos com os países do Sul e Centro América com vista ao estabelecimento de parcerias comerciais», acrescenta.  

A empresa têxtil de Braga, Orfama, reconhecida pela qualidade do seu vestuário de malha, marca presença mais uma vez na Colômbia. «O objectivo desta participação é a angariação de novos clientes, uma vez que se trata de um mercado estratégico e com um grande potencial de crescimento, por isso, faz todo o sentido estar presente», indica António Cunha, sales area manager da empresa. «Iremos apresentar a nova colecção, com o intuito de oferecer aos clientes uma grande dose de inspiração para ajudar a desenvolver as suas próprias colecções, o que sem dúvida é um factor de diferenciação relativamente à nossa concorrência. Estamos otimistas que seja uma boa feira», acrescenta.  

A presença portuguesa neste certame é feita em várias áreas, a área de confecção estará em exposição no pabellón amarillo pelas mãos das empresas - Ada Gatti – Givec – Layer Wear – Orfama/Montagut Industries. Para além de marcas de vestuário, estarão presentes fornecedores de têxteis-lar, no pabellón verde - Castro & Marques e Lumatex; o segmento infantil estará representado no pabellón naranja pela Dr. Kid e no pabellón rojo marca presença a Collove, especialista em collants e roupa interior.   

A edição de 2015 da Colombiamoda contou com 7300 m2 de exposição, 650 expositores e cerca de 60 mil visitantes durante os 3 dias.    Estarão ainda presentes neste certame mais quatro empresas portuguesas: Cotton Brothers - Dielmar – Lightwear –  Quick Code.  

A participação das 8 empresas portuguesas em mais uma edição da Colombiamoda, é uma ação do From Portugal 2015-2016, uma iniciativa promovida pela Associação Selectiva Moda e pela ATP – Associação Têxtil e Vestuário de Portugal, que visa promover a internacionalização das empresas portuguesas da área da moda.

O projeto From Portugal 2015-2016 é financiado pelo Portugal 2020, no âmbito do Compete 2020 - Programa Operacional da Competitividade e Internacionalização, tendo um montante de apoio elegível de 13,051,072,83 €, dos quais 7.210.717,74 € são provenientes da União Europeia, através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional.  

26/07/2016 , Por Cátia Silva Pinto
Portugal 2020
COMPETE 2020
União Europeia