COTTONANSWER diferencia, diversifica e incrementa capacidade produtiva

A empresa vai apostar em novas tecnologias para a área produtiva e organizacional, às quais associará investimentos em soluções inovadoras de marketing, num projeto que visa a introdução de novos produtos e novas formas de relação com o cliente.

 

1. Apoio do COMPETE 2020

O projeto “COTTONANSWER - World expansion trought disruptive design products” foi cofinanciado pelo COMPETE 2020 – Programa Operacional Competitividade e Internacionalização no âmbito do Sistema de Incentivos à Inovação.   Promovido pela COTTONANSWER, S.A., o projeto envolveu um investimento elegível de 3.895 mil euros, dos quais 1.948 mil euros são provenientes do FEDER - Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional.

 

2. Síntese 

A COTTONANSWER atualmente assenta a sua atividade na prestação de serviços de tinturaria e acabamentos, e na produção/venda de produtos de vestuário ao nível do Private Label, colaborando com os seus clientes ao nível da conceção e desenvolvimento de design/produto. A abertura à inovação que a carateriza no mercado altamente concorrencial em que atua, é essencial para uma evolução na cadeia de valor, com positivos efeitos de arrastamento não só para as empresas do sector têxtil, mas também a outros setores. 

Contudo, a diferenciação e a capacidade produtiva da empresa encontram-se condicionadas por limitações relacionadas com equipamentos do seu parque produtivo, destacando-se a limitação de incorporar design sob novos substratos têxteis e a flexibilidade produtiva. 

Assim, através deste projeto, a empresa pretende não só diferenciar, aumentar e flexibilizar a capacidade nos serviços de Tinturaria e Acabamentos e na oferta de vestuário em Private Label, como projetar-se de forma autónoma, a nível internacional, com a criação de uma linha produtiva para a sua Marca Própria.

Para a introdução da produção de novos e diferenciados produtos, a COTTONANSWER necessita de reforçar a capacidade do seu parque produtivo e tecnológico, com os equipamentos incluídos neste projeto. Por via dos mesmos apresentará novos produtos de vestuário e novos serviços de tinturaria sob novos substratos e com novos acabamentos, impossíveis até ao momento. Por outro lado, estes equipamentos permitirão reforçar a flexibilidade de resposta às exigências do mercado internacional.

A combinação dos novos equipamentos de tinturaria, com os novos equipamentos de acabamento, permitirá à empresa apresentar novos produtos e serviços com acabamento como: coatings; tratamentos hipoalergénicos e hidrofóbicos; absorção odor; desfibrilação; reação à luminosidade, entre outros.

As mudanças expectadas no seio da empresa por via do presente projeto, que aportará novos equipamentos; integrará novos processos; levará a operações sob novos e inovadores tipo de fibras, e do qual também decorrerão novas formas de controlar todo o processos produtivos, requer, necessariamente, o desenvolvimento de competências e conhecimentos dos seus recursos humanos; ativo que a empresa valoriza enquanto fator que maior valor aporta para a entidade.

 

3. Resultados esperados

  • Diversificação e Incremento do Parque tecnológico - Do aumento do número de equipamentos, e do seu nível de inovação, eficácia e eficiência resultarão um aumento da capacidade instalada, que promoverá o incremento da produção e produtividade.
  • Diferenciação e Inovação da Oferta - os investimentos, com elevado grau de síntese, permitirão: Apostar em novos produtos/serviços, operados sob novas e diferenciadas matérias-primas e acabamentos; Operar com elevada flexibilidade produtiva; Introduzir uma linha produtiva para Marca Própria; potenciando assim, o VN total e, deste modo, a capacidade de produção de um Cluster em ascensão e a defesa do Made in Portugal.
  • Aposta nos Recursos Humanos – Contratação de cerca de 40 novos RH (6 qualificados), até 2020, perfazendo um RH total de 191 colaboradores, contribuindo para o incremento da produção, produtividade e volume de negócios da empresa.
  • Formação Profissional - Apostará na promoção do conhecimento em áreas relacionadas com os investimentos e seu impacto, o que se refletirá num retorno positivo em produtividade e envolvimento dos RH.

 

4. Breve histórico da empresa

Costumo dizer que não vendemos um produto, mas sim um serviço. Vendemos o serviço total. E porquê? Porque temos que ter a capacidade de diariamente criar e inovar, compreendendo as pessoas e dando-lhes o que elas procuram.” − António Santos

Esta empresa é um exemplo da indústria têxtil nacional e um caso de empreendedorismo de rasgo internacional, que nasceu com o objetivo de ser um contributo significativo para o setor, com aposta clara na criação, inovação e diferenciação.

António Santos, CEO e a alma impulsionadora, detém uma experiência vastíssima no setor, adquirida enquanto diretor de produção em empresas de referência.

Como estratégia de implantação, opta por ocupar uma antiga empresa têxtil (Texmin-Têxteis do Minho, SA), adquirindo as instalações e equipamentos e, sobretudo, convertendo os recursos humanos em seus ativos. Em 2014 contava já com 148 postos de trabalho, ilustrando com convicção o seu contributo para o desenvolvimento e emprego regional.

A estratégia de crescimento é sustentada por investimentos em vetores críticos de competitividade, com vista ao incremento do carácter inovador da sua oferta, angariação de novos clientes e melhoria da sua eficiência organizacional, procurando responder às exigências dos seus clientes, fazendo mais e melhor, estabelecendo um compromisso de honra e fidelização.

Estes investimentos têm permitido alcançar bons níveis de produtividade, acrescentar valor ao serviço no sentido de melhorar as margens económicas, alargar a carteira de clientes e penetrar noutros segmentos de mercado.

A empresa tem como atividade principal a confeção de vestuário interior, sob a CAE principal 14140 (R3). Detém ainda como atividades secundárias a CAE 13301 (R3) Branqueamento e tingimento, e 14131 (R3) Confeção de outro vestuário exterior em série.

 

5. Links 

Site | http://cottonanswer.pt/

03/10/2016 , Por Cátia Silva Pinto
Portugal 2020
COMPETE 2020
  • Links Relacionados
  • Site