Continental Mabor quer produzir pneus agrícolas radiais

Com o apoio do COMPETE 2020, Continetal Mabor investe em tecnologia inovadora e num plano de formação para se tornar o único fabricante em Portugal apto para a produção deste novo tipo de pneus de acordo com os mais elevados padrões internacionais.

 

1. Síntese

O projeto “LousAgro” visa capacitar tecnologicamente a Continental Mabor para a produção de novos produtos, pneus agrícolas radiais, destinados a um mercado em que o Grupo Continental não atua presentemente, e para o qual não existe produção fabril em território nacional, pelo que representa uma inovação ao nível do Grupo e uma inovação ao nível nacional.

Através deste projeto pretende-se realizar um conjunto de investimentos em tecnologia inovadora que permita a produção deste tipo de pneus.

Pretende-se, desta forma, reforçar a relevância do investimento a realizar no domínio da formação contínua, tendo presente a necessidade de estimular o desenvolvimento de uma cultura de procura de formação por parte das empresas e dos trabalhadores. 

Tendo em conta que este investimento implica a diversificação da produção existente a fábrica de Lousado, torna-se imprescindível apostar na formação contínua. Como tal, a Continental Mabor associou ao seu projeto de investimento um plano de formação em diferentes áreas. 

Este plano de formação tem os seguintes principais objetivos: por um lado dotar os colaboradores de novas competências técnicas essenciais ao desenvolvimento da atividade, por outro dar formação de carácter transversal e geral, contribuindo para a valorização profissional e pessoal dos seus colaboradores, mantendo-os atualizados e com um maior nível de competências aplicáveis internamente e/ou externamente. 

As principais áreas formativas deste plano de formação da Continental Mabor estão associadas a desempenhos técnico-profissionais, ou seja, a maior parte das ações de formação são de carácter técnico (conceitos e especificações técnicas), resultantes da especificidade dos produtos, processos e equipamentos inerentes a este projeto.

Os pneus Continental, a produzir em resultado deste projeto, incorporam nova tecnologia no segmento agrícola, nomeadamente o facto de serem pneus radiais, o que lhes confere maior segurança quando em utilização, menores consumos e uma maior durabilidade, fatores que contribuem para o aumento da eficiência em termos de recursos e no respeito do/pelo ambiente.

2. Apoio do COMPETE 2020 

> Sistema de Incentivos à Inovação

Apoiado pelo COMPETE 2020 no âmbito do Sistema de Incentivos à Inovação Empresarial, o projeto “LousAgro” envolveu um investimento elegível de 49,9 milhões de euros e um incentivo FEDER de 12,6 milhões de euros.

 

3. Descrição do projeto

O projeto LousAgro deriva da estratégia de diversificação da produção da Continental Mabor e consiste na criação de uma linha de fabrico de pneus agrícolas (tecnológica e dimensionalmente distintos dos pneus para veículos ligeiros de passageiros comerciais e SUV's, que a empresa produz), a estabelecer nas instalações de Lousado. 

Através deste projeto, pretende-se incrementar a capacidade produtiva das atuais 530 Ton/dia para 570 Ton/dia das quais 40 Ton/dia para pneus agrícolas no pós-projeto. 

Para o fabrico de pneus agrícolas que a Continental Mabor pretende produzir, e devido à exigência dos seus requisitos técnicos, foi desenvolvido um processo de vulcanização inovador. Trata-se de um processo de vulcanização distinto pela necessidade de altas pressões. A pressão necessária para vulcanizar este tipo de pneu ronda os 26 bar, pressão não existente na unidade fabril, pelo que vai ser necessário utilizar as capacidades térmicas do vapor em conjugação com as capacidades de pressão do Nitrogénio (26 bar) e pulso de vapor. 

Por último mas não menos importante, surge a fase de inspeção final. Nesta fase do processo produtivo, o pneu é primeiramente sujeito à inspeção visual por um operador que verifica a (in)existência de inconformidades, reencaminhando o pneu para uma secção adjacente de reparação de não conformidades, ou rejeitando o pneu caso evidencie um problema que não seja fácil e rapidamente solucionável. 

Os pneus que são aprovados na inspeção visual seguem para a verificação de uniformidade, na qual o pneu é colocado em rolamento sobre um eixo, sendo analisado por um sistema de medição dotado de sensores de diferentes tecnologias) que verificam ao detalhe todos os parâmetros de qualidade do produto. 

A produção de pneus agrícolas exige recurso a tecnologia específica de ponta, para as várias fases do seu processo produtivo, tendo em atenção os requisitos excecionais aplicáveis a este novo tipo de produto.  A Continental Mabor pretende produzir este novo tipo de pneus de acordo com os mais elevados padrões internacionais, tornando-se no único fabricante em Portugal apto para a sua produção. 

Para tal foi necessário definir um plano de atuação, tendo a Continental Mabor contratado um estudo estratégico, no qual foram identificadas as linhas orientadoras do negócio, os objetivos estratégicos e os fatores críticos de sucesso. Na sequência desse estudo, a empresa decidiu realizar um forte investimento em tecnologia a implementar ao longo das diferentes fases do processo produtivo.

Para Pedro Carreira – Presidente do Conselho de Administração da Continental Mabor, “este investimento é crucial para a sustentabilidade da empresa, dotando-a de uma unidade de negócios completamente nova que só será possível com o apoio do Estado Português. É o resultado de uma estratégia da fábrica de Lousado e o querer de todos quantos trabalharam e trabalham em Lousado. É também demonstrativo da confiança do acionista na nossa capacidade e na vontade de continuar a criar valor”.

 

4. Links 

www.continental-corporation.com www.continental-tyres.com www.continental-truck-tires.com www.continental-specialty-tires.com 

18/07/2016 , Por Cátia Silva Pinto
Portugal 2020
COMPETE 2020
FEEI