Inovação fundamental do processo produtivo, da gestão organizacional e do marketing

Enquadramento

A cerâmica ATLANTITOPÁZIO - LDA detêm a marca própria VIANAGRÉS, sendo todos os produtos comercializados pela empresa sob essa sua marca. A Vianagrés é uma marca de elevada notoriedade no mercado nacional, e diferencia-se dos concorrentes através do design dos produtos e da qualidade, que estava ameaçada e em quebra podendo-se tornar, a curto/médio prazo, numa diferenciação negativa caso não se realizasse o processo de modernização do processo produtivo.

A ATLANTITOPÁZIO dispõe de um departamento de Design e de Investigação & Desenvolvimento (I&D) de produtos que confere uma contribuição relevante para a projeção no mercado. O processo criativo é orientado por necessidades e tendências de mercado e necessidades e sentido estético dos segmentos de mercado a atingir. O departamento de Design e I&D faz da seleção criteriosa de materiais, padrões de qualidade, durabilidade e segurança, linhas de orientação que assegurem ao utilizador do produto uma experiência de satisfação plena. Este departamento sentiu crescentes dificuldades decorrentes da incapacidade do setor de produção em dar resposta às inovações apresentadas, o que motivou uma estratégia de modernização concretizada na candidatura ao COMPETE 2020.

O Projeto

O projeto de investimento da ATLANTITOPÁZIO - LDA visa promover um incremento significativo da competitividade da empresa pela inovação fundamental de todo o seu processo produtivo. O projeto promove a automação de todo o processo, baseado em tecnologias de comandos programados por sistemas de informação e aplicação de técnicas computadorizadas e mecanizadas, para operar as diversas fases do processo produtivo.

Pretende-se promover uma alteração fundamental ao nível de todo o processo produtivo, passando de uma situação essencialmente baseada num trabalho manual e arcaico, e em equipamentos industriais obsoletos e antiquados, que já não garantiam capacidades mínimas de produção, produtividade e qualidade, para uma inversão de 180 graus do paradigma produtivo e tecnológico da empresa, desde ampliação das instalações, automação de todo o processo produtivo e de embalagem, eliminação de operações redundantes e não produtivas, criação de novas áreas nomeadamente de vidragem a mergulho totalmente robotizada, etc., garantindo um processo baseado na automação e na excelência tecnologicamente estado da arte. Com a sua execução a empresa pretende adotar os mais elevados padrões de controlo, fiabilidade, automação e produtividade do processo produtivo.

O investimento enfatiza a inovação de processo, na medida em que o principal objetivo passa por uma intervenção muito significativa de inovação fundamental de todo o processo produtivo. O grau de novidade é de nível internacional dado que, pelo menos a nível europeu, determinados setores produtivos irão dispor de um grau tecnológico e de inovação inigualáveis.

A ATLANTITOPÁZIO tem iniciado um processo de internacionalização da sua marca, nomeadamente pela via dos investimentos preconizados quer no presente projeto, quer em candidatura apresentada ao SI Internacionalização. Nesse âmbito tem por objetivo crescer nos mercados internacionais, reforçando o seu posicionamento nos mercados aonde já tem presença, nomeadamente a Alemanha, França e Moçambique e iniciar o relacionamento comercial com novos mercados de grande potencial tais como a Itália, Brasil, China, Reino Unido, México, EUA, Canadá, Bélgica, Holanda, Luxemburgo e Áustria.

Tendo em conta o grau de inovação incorporado essencialmente no setor produtivo a ATLANTITOPÁZIO irá promover a aquisição de serviços especializados de consultoria na inovação organizacional para acompanhar a implementação de processos e procedimentos de excelência, atualizados e baseados em critérios internacionalmente aceites (tendo em conta objetivo de internacionalização).

O projeto irá também integrar um plano de formação que visa intervir ao nível das competências de Marketing, Negociação Comercial e Segurança e Saúde no Trabalho.

No que diz respeito ao marketing, pretende-se promover um acréscimo de competências internas, de forma aos colaboradores serem capazes de implementar, no momento certo, as melhores estratégias de marketing que permitam a elevação da notoriedade e prestígio da marca, empresa e seus produtos. Assim, pretende-se preparar os colaboradores para as mais recentes visões em termos de planeamento, implementação e monitorização de estratégias de marketing, dar competências, aos mesmos, para perceber quais as melhores escolhas, quando as fazer, como as utilizar, para rentabilizar o retorno do investimento efetuado numa estratégia de marketing.

No que diz respeito à Negociação Comercial pretende-se que os colaboradores adquirem as técnicas de negociação necessárias para criar valor na relação futura com o cliente. Terá uma vocação eminentemente internacional tendo em conta o objetivo estratégico de internacionalizar a atividade.

A empresa pretende  ainda reforçar as suas competências internas a nível da Segurança e Saúde no Trabalho. Esta intervenção representa para a entidade um aspeto desejável, relevante e compensador.

Apoio

O projeto conta com o apoio do COMPETE 2020 no âmbito do Sistema de Incentivos à Inovação, envolvendo um investimento elegível FEDER de 3,1 milhões de euros o que resultou num incentivo FEDER de 1,5 milhões euros, e um investimento elegível FSE de 6 mil euros correspondendo a um incentivo FSE de 4 mil euros.

19/10/2017 , Por Miguel Freitas