Notícias
Craveiral Farmhouse: o novo turismo rural de Odemira

COMPETE 2020 alavanca maior investimento privado do concelho, a abrir em maio, e que visa distinguir-se por uma oferta integrada e vertente ecológica.
 
 
1. Síntese
 
Criar um empreendimento, com equipamentos e serviços inovadores, e com um elevado perfil diferenciador face à oferta turística existente, correspondendo a uma inovação de natureza incremental, uma vez que congrega diversos equipamentos, atividades e experiências num só local, que considerados cada um deles individualmente não são inovadores, por si só, mas cuja oferta integrada torna o projeto inovador, não só para a empresa, como para o concelho de Odemira, por não existir nenhum empreendimento com estas características diferenciadoras é o principal objetivos do projeto promovido pela Quinta do Craveiral – Turismo de Natureza, S.A..
 
O Craveiral Farmhouse vai abrir em maio em São Teotónio, no concelho de Odemira, numa área protegida da rede Natura 2000, recriando uma aldeia alentejana com 38 casas, com piscinas interiores e exteriores, restaurante, um centro de interpretação da natureza, estábulos, além do pomar e horta com produção de permacultura que os hóspedes podem usar para confecionar comida.
 
Cofinanciado pelo COMPETE 2020, o projeto nasceu há oito anos da iniciativa de três sócios portugueses - Pedro Franca Pinto, um advogado ligado à distribuição de alimentos biológicos, João Canilho e Luís Kapinha, proprietários de uma guesthouse em Lisboa. 
 
 
“O COMPETE 2020 foi um instrumento fundamental para a implementação do projeto Craveiral Farmhouse By belong staying and feeling. Para além da disponibilização dos fundos, não podemos deixar de salientar todo o empenho e apoio por parte do Turismo de Portugal na gestão de toda a execução do contrato de incentivo”, refere Pedro Franca Pinto, Administrador da Quinta do Craveiral, em declarações ao COMPETE 2020.

 

Vai estar aberto o ano todo e propõe-se trazer à região turistas com elevado poder de compra.
 
O promotor deste projeto, Quinta do Craveiral – Turismo de Natureza, tem como visão "ser o padrão de referência no desenvolvimento e gestão de empreendimentos turísticos" e como missão "desenvolver, implementar e gerir o estabelecimento hoteleiro, de forma sustentável, respeitando a envolvente natural e socioeconómica, oferecendo valor aos seus stakeholders". O grande objetivo estratégico é a concretização do projeto, em todas as suas envolventes, reunindo os meios necessários para o efeito e tornar-se uma referência do turismo de natureza da Costa Alentejana, quer em termos de dinamização do empreendimento e satisfação dos clientes, quer em termos de rentabilidade do investimento.
 
 
2. Sobre o projeto 
 
O projeto envolveu a criação, a 12 Km da Zambujeira do Mar, de um empreendimento de Turismo de Natureza, do tipo Hotel-Apartamento, com a classificação de 4 estrelas que contribua para o desenvolvimento e qualificação, naquela região, da visão holística do Turismo 2020, nas seguintes componentes: 
  1. Ambiente - Turismo de Natureza 
  2. Património e Cultura - Touring Cultural e Paisagístico 
  3. Património e Cultura e Agroalimentar - Gastronomia e Vinhos 
  4. Mar 
A empresa procurou posicionar o empreendimento com um elevado grau de diferenciação face aos empreendimentos existentes na região, de modo a poder posicionar o produto entre os melhores da região e, consequentemente, com valores de venda de noite mais elevados. Com a diferenciação conseguida e através de uma oferta integrada de experiências, não limitou o empreendimento a um nicho de mercado, potenciando a utilização do mesmo por diversos segmentos. Dessa forma, torna mais flexível a venda e oferta de produtos em função das circunstâncias do mercado e época do ano.
 
O turismo rural, a abrir em final de março de 2018, não será apenas um espaço em que os clientes fiquem ou estejam, nem um espaço que apenas ofereça atividades avulsas para os clientes ocuparem o tempo ou terem algo para fazer, mas sim um empreendimento em que os clientes vivam e interajam com o mesmo, oferecendo sensações e experiências de diversão e evasão. 
 
No âmbito deste projeto foi desenvolvida a marca Belong Staying & Feeling, registada a nível comunitário. 
 
O projeto é diferenciador em relação à oferta existente na região onde se insere, nomeadamente, através:
 
da disponibilização de um Centro de Interpretação da Natureza que, para além de eventos destinados à divulgação da flora e fauna do Sítio de Monchique da Rede Natura 2000 e do Parque Natural da Costa Vicentina e do Sudoeste Alentejano, poderá ser utilizado para eventos de natureza corporativa (espaço para apresentações ou formações para 70 pessoas), 
 
>  da realização de um projeto de conservação da natureza (jardim botânico com espécies autóctones), 
 
> da viabilização da criação de uma horta biológica associada ao empreendimento cujo implementação irá permitir uma experiência agrícola aos clientes do empreendimento, 
 
> da existência de uma piscina interior, sauna, banho turco e jacuzzi e 
 
> da existência de um canil para criação de rafeiros alentejanos e estábulo para albergar cavalos e burros para desenvolver atividades de animação de turismo de natureza. 
 
Na região onde o projeto se insere, o mercado não oferece a maior parte dos bens e serviços referidos no parágrafo anterior, considerados individualmente (salvo quanto ao canil e estábulo), não existindo a oferta integrada subjacente a este projeto que visa criar condições para se combater a sazonalidade da oferta turística e para se criar um empreendimento de experiências.
 
 
3. Resultados Esperados
 
> Vendas de 1,2 milhões de euros até 2020.  
> EBITDA superior a 40% volume negócios até 2020.
> Indicadores de qualidade ao nível das melhores práticas do setor em todos os anos.
 
 
4. Apoio do COMPETE 2020
O projeto “Novo empreendimento turístico “ é cofinanciado pelo COMPETE 2020 no âmbito do Sistema de Incentivos à Inovação, envolvendo um investimento elegível de 3,3 milhões de euros, o que resultou num incentivo FEDER de 2,5 milhões de euros.
 
 
5. Links
 

22/03/2018 , Por Cátia Silva Pinto
Portugal 2020
COMPETE 2020
Europa