Notícias
eTracker: Smart Mobility on Large Scale Events

COMPETE 2020 ”alavanca actividades de I&D ao nível da mobilidade inteligente para eventos e parques temáticos”, comenta Ivo Conde, da TIMWE SPIN LAB, a propósito do projecto eTracker, “permitindo ainda estreitar laços de cooperação com as entidades do Sistema Científico e Tecnológico”. 
 
 
1. Projeto eTracker: Smart Mobility on Large Scale Events
 
1.1 Enquadramento
 
Eventos urbanos e parques temáticos recebem anualmente milhões de pessoas. Em 2015 a Disneyworld recebeu 140.5 milhões de visitantes e, em 2014, o Rock in Rio Lisboa recebeu cerca de 345 mil em apenas 5 dias. Este aglomerado de pessoas leva a problemas de gestão eficiente de recursos, riscos de segurança e prejuízo da qualidade da experiência dos visitantes, como longas filas de espera ou falta de informação atualizada sobre alternativas de deslocação. Assim, este é um problema de mobilidade, área complexa do contexto de Smart Cities, onde se poderão aplicar soluções de mobilidade inteligente. Simultaneamente, a ubiquidade dos smartphones, a ascensão dos wearables e o crescente potencial de ambos para localização, fazem emergir a possibilidade sem precedentes de os incluir em sistemas de mobilidade inteligente. Estudos indicam que o uso de smartphones em eventos tem potencial para melhorar a qualidade de experiência, e os visitantes apontam como melhorias a possibilidade de localização de membros de família e a verificação de tempos em filas de espera. Porém, o uso de dispositivos móveis em sistemas de mobilidade inteligente levantam desafios como a fiabilidade e segurança na localização combinada indoor e outdoor, privacidade dos visitantes, e a captura, tratamento e visualização de dados sobre a mobilidade de um largo número de pessoas em tempo real.
 
1.2 Âmbito
 
Neste sentido, o eTracker tem o objetivo de aproveitar a ubiquidade de tecnologias móveis emergentes para a I&D de um ecossistema inovador de mobilidade inteligente para eventos de larga escala.
 
Tenciona-se, por um lado, investigar e desenvolver soluções móveis para visitantes que otimizem a sua segurança e a qualidade de experiência no evento. Por outro, pretende-se dotar gestores de mobilidade de mecanismos inteligentes que lhes permitam a gestão eficiente de recursos de acordo com os padrões de mobilidade. O sistema em vista será escalável de forma a poder ser aplicado a outros contextos de mobilidade urbana.
 
O projeto eTracker propõe-se a enfrentar os desafios de gestão de mobilidade apresentados para o caso específico de grandes eventos e parques temáticos, realizando I&D nas áreas de computação móvel e ubíqua, mobilidade inteligente, computação Cloud e sistemas de apoio à decisão. Almejamos a chegar a um ecossistema de gestão de mobilidade inteligente para gestores e visitantes de eventos o qual permitirá e apoiará (1) uma gestão da mobilidade ativa, em tempo real, fazendo o uso mais eficiente possível da infraestrutura e recursos disponíveis; e (2) distribuir informação fiável atualizada aos visitantes sobre a mobilidade no evento em que está, e apoio à decisão, otimizando a eficiência dos serviços, a segurança e qualidade de experiência no espaço. Assim, os dois utilizadores e stakeholders do projeto são os gestores de mobilidade e os visitantes dos eventos.
 
1.3 Objetivos
 
> 1.3.1 Estratégicos
Equadrando-nos na problemática de mobilidade inteligente, especificamente na gestão da mobilidade em grandes eventos, no projeto eTracker propõe os seguintes objectivos estratégicos:
 
1. Aumentar a eficiência relativa à gestão da mobilidade de visitantes de grandes eventos, nomeadamente através de uma alocação inteligente de recursos (funcionários e dispositivos) baseada em modelos de previsão de mobilidade e mecanismos de apoio à decisão na alocação de recursos;
 
2. Aumentar a segurança de visitantes em grandes eventos, nomeadamente através da prestação de informação em tempo real sobre zonas com maior aglomerado de pessoas e informação do posicionamento de elementos do mesmo grupo;
 
3. Aumentar a qualidade da experiência dos visitantes em grandes eventos, nomeadamente através da redução de sentimentos de frustração e ansiedade relativa a eventos como filas de espera, receio de perda de elementos do grupo (p.e. filhos) e esquecimento de local de estacionamento. 
 
> 1.3.2 Técnico-científicos
 
Tendo em conta estes intuitos basilares, os objetivos técnico-científicos que permitirão a sua consecução, são:
1. Realizar investigação preliminar técnica e user-centered relativa a ecossistemas de mobilidade inteligente de última geração.
2. Investigar, conceptualizar e implementar infraestrutura de redes e tecnologias de dispositivos de localização para sistemas de mobilidade inteligente.
3. Investigar, conceptualizar e implementar solução móvel de localização e apoio à decisão para visitantes.
4. Investigar, conceptualizar e implementar plataforma de gestão, monitorização e apoio à decisão para gestores de mobilidade.
5. Investigar, conceptualizar e implementar a infraestrutura Cloud de suporte a ecossistemas de mobilidade inteligente.
 
1.4 Áreas de aplicação
 
Com o ecossistema eTracker, visa-se atingir o seguinte segmento de clientes, trazendo as seguintes vantagens segmentadas por plataforma:
 
1. Entidades organizadoras de grandes eventos
a. Novos mecanismos de gestão e apoio à decisão para otimização de operações logísticas e operacionais de negócio;
b. Tracking e monitorização efetiva de visitantes e viaturas no espaço comercial do evento;
c. Gestão de mobilidade, por fornecimento de feedback visual sobre a distribuição de visitantes associado a cada ponto de interesse no evento.
 
2. Outras entidades que, de forma indireta, contribuem para o sucesso dos eventos: Serviços de transporte público (ex: comboio, metro), Serviços Gestão de Fronteiras (ex: Aeroportos), entre outros.
 
3. Outras entidades: Famílias, Instituições de ensino, etc.
 
 
2. Estado atual do projecto
 
Iniciado apenas em Outubro de 2017, o projeto segue uma lista de atividades e timings associados como forma de explicitar a estratégia de investigação em mente, começando por referir que o processo de I&D para consecução dos objetivos será iterativo, tendo especificamente 3 iterações. Na atividade inicial realizar-se-á uma investigação preliminar centrada no utilizador e técnica que lançará a base dos trabalhos. De seguida, entrar-se-á em tarefas de investigação industrial específicas, que se distinguem de acordo com as áreas técnicocientíficas que versarão. As atividades seguintes baseiam-se na implementação experimental do que se investigou e idealizou para cada um dos componentes do ecossistema, consistindo na conceção dos novos componentes, processos e serviços, bem como na investigação planeada que visa adquirir conhecimentos que advêm da validação, junto a utilizadores alvo e stakeholders.
 
3. Apoio do COMPETE 2020
 
O projeto eTracker é cofinanciado pelo COMPETE 2020 no âmbito do Sistema de Incentivos à Investigação e Desenvolvimento Tecnológico, com um investimento elegível de 441 mil euros, correspondendo um incentivo FEDER de 309 mil euros.
 
Em declarações ao COMPETE 2020, Ivo Conde, da TIMWE SPIN LAB comenta a mais-valia do apoio deste Programa.
 
“O apoio do programa COMPETE 2020 é importante na medida em que alavanca as atividades de I&D numa área com taxas de crescimento bastante elevadas, ao nível da mobilidade inteligente para eventos e parques temáticos. O apoio permite ainda a estreitar laços de cooperação com as Entidades do Sistema Científico Tecnológico, a contratação e retenção de quadros qualificados, assim como adquirir equipamento laboratorial, fundamental para a investigação, desenvolvimento e execução de testes e ensaios da solução eTracker, possibilitando à TIMWE SPIN LAB a participação em mercados globais altamente competitivos”.
 
4. Links
 

15/02/2018 , Por Cátia Silva Pinto
Portugal 2020
COMPETE 2020
Europa