Notícias
CDP - IP: Proteção da propriedade industrial do processo de tingimento customizado para fibras de base Polipropileno

O projeto CPD-IP visa a proteção dos direitos de propriedade industrial (PI), a nível internacional, dos resultados gerados no âmbito de um desenvolvimento interno do CeNTI – Centro de Nanotecnologia e Materiais Técnicos, Funcionais e Inteligentes relacionado com um processo de tingimento customizado para fibras de base Polipropileno (PP).

Enquadramento

O projeto CDP-IP surge da necessidade de proteger a propriedade industrial inerente ao desenvolvimento de um processo de tingimento inovador de fibras de PP.

Apesar de o PP ser o polímero mais versátil e utilizado em todo o mundo e apresentar características intrínsecas muito vantajosas para a indústria têxtil (baixo custo, boa resistência térmica e mecânica, excelente resistência a químicos e a bactérias) apresenta, no entanto, uma estrutura química que não permite o seu tingimento por processos de tingimento convencionais, mesmo a temperaturas elevadas e utilizando corantes dispersos (processo utilizado para fibras sintéticas). Este é um desafio importante na indústria têxtil, uma vez que os processos de tingimento que atualmente se utilizam para o polipropileno estão limitados a um tingimento durante o processo de extrusão das fibras, com as desvantagens inerentes, principalmente no que concerne a gama de cores disponíveis e à flexibilidade do processo, para baixas quantidades de material.

O CeNTI, ciente da importância desta temática, desenvolveu uma tecnologia inovadora que permite, de forma rápida e eficiente, o tingimento de fibras de base PP. O trabalho realizado permitiu, com recurso a aditivação da matéria-prima base, viabilizar o tingimento destas fibras por processos convencionais de fibras de base celulósica usando corantes reativos (com a vantagem de poder ser tingido simultaneamente com fibras de algodão e a temperaturas significativamente inferiores ao tingimento de fibras sintéticas). A solução tecnológica desenvolvida, de elevado impacto para a indústria têxtil, permitirá alargar o espectro de aplicações de um polímero de baixo custo e com características de relevo como é exemplo a elevada resistência química e bacteriana.

O Projeto

Com o projeto CDP IP, o CeNTI pretende dar continuidade à sua estratégia de valorização, promoção, disseminação e transferência de conhecimento para o setor empresarial. De facto, a proteção para PI para além de garantir um direito de exclusividade para a exploração económica de uma invenção, simultaneamente garante a valorização do esforço financeiro e do investimento em capital humano inerente à conceção da invenção.

No âmbito do projeto CDP-IP foi submetido um pedido de patente internacional (PCT - Patent Cooperation Treaty), no seguimento do pedido prévio de patente já registado em Portugal. Posteriormente, pretende-se avançar para diferentes fases nacionais e regionais em geografias com mercados relevantes nesta área e também tendo em conta a estratégia da indústria têxtil portuguesa.

 

Testemunho de Andrea Carneiro, responsável pelo projeto:

“O apoio do COMPETE 2020, através da ferramenta de financiamento para proteção de direitos de propriedade industrial,  assume um papel fundamental para Entidades do Sistema de I&I como é o caso do CeNTI.

A proteção da PI, nomeadamente um pedido de patente, surge normalmente durante a fase de desenvolvimento da tecnologia e envolve custos consideráveis, que podem ser tanto mais elevados quanto mais alargado for o mercado alvo de proteção.

Estes custos ocorrem numa fase anterior à exploração da tecnologia pelo que representa um investimento acrescido, por outro lado, a ausência de proteção da PI pode comprometer todo o potencial de exploração da tecnologia e todo o valor acrescentado associado à mesma.

No caso do projeto CDP IP, tendo sido resultado de um desenvolvimento interno, sem qualquer financiamento associado ao desenvolvimento, o apoio do COMPETE2020 foi crucial para garantir a adequada proteção da PI em tempo adequado permitindo ao CeNTI depois fazer uma eficaz disseminação e exploração dos resultados”.

 

Apoio do COMPETE 2020

O projeto conta com o apoio do COMPETE 2020 no âmbito do Sistema de Apoio à Investigação Científica e Tecnológica (Propriedade Industrial), envolvendo um investimento elegível de 46 mil euros o que resultou num incentivo FEDER de cerca de 39 mil euros.

15/02/2018 , Por Miguel Freitas
Portugal 2020
COMPETE 2020
Europa