Notícias
Investigação portuguesa lança primeiro Gin com identidade Duriense

Chama-se “Ventozelo Premium Dry Gin” e resulta da vontade de inovação da Gran Cruz Porto - em parceria com o Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar e com o Cantinho das Aromáticas - em desenvolver um Gin com produtos da Região Demarcada do Douro. O projeto GINDOURO foi cofinanciado pelo COMPETE 2020.
 
 
1. Síntese
 
Gran Cruz, numa aposta constante na inovação desenvolveu um Gin português feito com produtos da Região Demarcada do Douro e, mais concretamente, da Quinta de Ventozelo. Em 2017 nasceu assim o Ventozelo Premium dry Gin, o primeiro Gin associado a uma quinta do Douro, inspirado na tradição de destilação das grandes quintas e na riqueza aromática da vegetação mediterrânica da Quinta de Ventozelo.
 
Com base num projeto de investigação cofinanciado pelo COMPETE 2020, e desenvolvido pelo Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar, da Universidade do Porto, com a parceria com o Cantinho das Aromáticas, foram identificados, estudados e selecionados os aromas da Quinta de Ventozelo utilizados então na produção deste GIN. Elegeram-se 8 espécies botânicas que foram maceradas em álcool proveniente da destilação de vinhos de Ventozelo e lotado com aguardente também proveniente de vinhos da Quinta de Ventozelo. 
 
Resultou num Gin que reflete muito bem as características aromáticas do bosque, dos pomares e da horta de Ventozelo e apresenta um perfil vínico acentuado, fruto da origem do álcool utilizado. Em 2017 produziram-se 5.000 garrafas, sendo 40% destinadas à exportação, sobretudo para França, Dinamarca e Suíça.
 
 
2. Sobre o projeto GINDOURO: Desenvolvimento de um Gin com identidade Duriense
 
Atualmente, verifica-se um aumento sustentado do consumo de Gin em Portugal e o aparecimento de novas marcas de Gin portuguesas. A maioria aposta na produção nacional ou no uso de matéria-prima de origem portuguesa. A Região demarcada do Douro (RDD) é reconhecida nacional e internacionalmente pelo vinho, cultura, gastronomia, e paisagem. É uma região única com características naturais ímpares que, em conjunto com o trabalho árduo do homem do Douro, resulta em vinhos únicos, sendo o Vinho do Porto o mais notável. A região reúne todos os preceitos para o desenvolvimento de produtos de qualidade. O desenvolvimento de Gin produzido exclusivamente com produtos da RDD, inclusive utilizando álcool vínico, preenche uma lacuna da RDD nesta área e contribui para a divulgação e promoção desta região e do País. 
 
Em declarações ao COMPETE 2020, José Manuel Sousa Soares, Diretor de Enologia, sintetiza o projeto “GINDOURO: Desenvolvimento de um Gin com identidade Duriense” e a respetiva importância do apoio do COMPETE 2020.
 
“O projeto GINDOURO visou o desenvolvimento de um Gin, produzido com produtos da Região Demarcada do Douro. A tradição de destilação nas grandes quintas do Douro e a riqueza aromática da vegetação mediterrânica da Quinta de Ventozelo foram a inspiração para a criação do Ventozelo Premium Dry Gin".
 
"O incentivo financeiro atribuído pelo COMPETE 2020 para a concretização do projeto constituiu um forte apoio à investigação e desenvolvimento e à cooperação com entidades do sistema não empresarial de I&I e, consequentemente, contribuiu para a concretização dos objetivos do Portugal 2020 em termos de aumento do investimento em investigação e inovação. A criação do Ventozelo Premium Dry Gin resultou de um projeto de investigação com o Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar e da parceria com o Cantinho das Aromáticas, que ajudaram a reconhecer os incríveis aromas da Quinta para depois os guardarmos em cada garrafa. O Gin Ventozelo resultou da destilação de vinhos produzidos com uvas da Quinta de Ventozelo bem como blend botânico final que foi macerado em álcool vínico, obtido também por destilação de vinhos da Quinta de Ventozelo. Sem o apoio financeiro do Portugal 2020, o desenvolvimento do Gin com estas características não teria sido tão célere e, provavelmente, com um impacto menor em termos das entidades envolvidas”.
 
Eis os procedimentos científicos no âmbito deste projeto: 
 
> Seleção do vinho e produtos botânicos naturais autóctones da RDD; 
> Desenvolvimento do processo de aromatização com os produtos botânicos e caracterização sensorial de cada mistura; 
> Desenvolvimento do Gin, passando pelo desenvolvimento da técnica de destilação/preparação deste e sua análise sensorial e química;
> Upscale industrial, industrializando o Gin e efetuando a análise sensorial/química final.
 
 
3. Apoio do COMPETE 2020
 
O projeto GINDOURO foi cofinanciado pelo COMPETE 2020, no âmbito do Sistema de Incentivos à Investigação e Desenvolvimento Tecnológico, envolvendo um investimento elegível de cerca de 118 mil euros, o que resultou num incentivo FEDER de cerca de 63 mil euros.
 
 
4. Links
 

12/04/2018 , Por Cátia Silva Pinto
Portugal 2020
COMPETE 2020
Europa