Resultados de Pesquisa
ALGO.NATUR – Processo ecológico Inovador de Coloração de Substratos têxteis usando Enzimas

Breve descrição da empresa/entidade promotora

A TINTEX é uma referência no setor têxtil, fornecendo serviços na área dos tingimentos e acabamentos em malhas e tecidos, tendo evoluído para a produção e comercialização destes produtos. Iniciou as suas funções em 1998 e desde aí a sua ideologia e perspetiva de comércio assenta no princípio de valorização de cada cliente, considerando cada projeto como se fosse exclusivo, dedicando-lhe todo o esforço no sentido de criar e desenvolver as melhores soluções que vão de encontro aos requisitos solicitados pelo cliente.

Esta empresa é líder do mercado europeu ao nível das fibras naturais/ecológicas e especialista em acabamentos, possuindo quatro marcas registadas de elevada qualidade para acabamentos de malhas. A Tintex é uma empresa diferenciadora no mercado, pois desde cedo demonstrou as suas preocupações ambientais, desenvolvendo uma política ambientalmente sustentável, com uma constante procura de novos produtos ecossustentáveis.

Atualmente, a empresa trabalha em conformidade com a certificação a nível mundial GOTS (Global Organic Textile Standard), sendo uma das 8 tinturarias de Portugal, num Universo de 530 tinturarias a nível mundial, a conseguir esta certificação.

 

Descrição do projeto e respetivo montante de apoio

Apoiado pelo COMPETE – Programa Operacional Factores de Competitividade no âmbito do Sistema de Incentivos à Investigação e Desenvolvimento Tecnológico (SI I&DT), o projeto ALGO.NATUR envolveu um investimento elegível de 384 mil euros, correspondendo a um incentivo FEDER de 218 mil euros.

O projeto ALGO.NATUR nasceu da necessidade que a Tintex, especialista em tinturaria e acabamentos, e líder no mercado europeu ao nível das fibras naturais/ecológicas - algodão orgânico, tencel/lyocell e lã - sentiu de desenvolver um processo de coloração dos seus produtos também ele ecológico e natural, inexistente até à data a nível mundial, a uma escala industrial. Deste modo, a Tintex pretendeu obter têxteis coloridos através de um processo ecológico, económico e saudável para o utilizador, e com um elevado desempenho em termos da solidez da cor e de outras caraterísticas têxteis exigidas pelo mercado.

De forma a garantir o sucesso do projeto, a empresa TINTEX, detentora de um conhecimento profundo nos processos industriais de tingimento de substratos naturais como algodão orgânico e Tencel, subcontratou o CeNTI e o CITEVE (entidades do SCT) como dinamizadoras da I&D deste projeto que apoiaram a empresa na transferência dos desenvolvimentos para ambiente industrial. O CeNTI apoiou a investigação em termos do desenvolvimento tecnológico do processo inovador de tingimento, e o CITEVE foi responsável pela definição dos requisitos técnicos dos produtos e processos têxteis, e pela análise de ciclo de vida.

O projeto ALGO.NATUR permitiu o desenvolvimento de um processo de coloração de substratos têxteis radicalmente inovador. Este processo utiliza somente enzimas, extratos naturais e suas misturas, exigindo condições processuais mais favoráveis de tempo, energia e água, sendo portanto um processo de coloração mais ecológico e económico do que os processos convencionais.

 

Objetivos do projeto

Os principais objetivos tecnológicos e metas do projeto ALGO.NATUR foram os seguintes:

1) Coloração de substratos têxteis de algodão e Tencel, com garantia de elevada solidez e desempenho, mediante a utilização de processos de pré-tratamento dos substratos por via química ou física;

2) Construção de uma palete de cores para algodão, Tencel e suas misturas, evidenciando as características inovadoras dos produtos obtidos;

3) Avaliação do ciclo de vida dos novos substratos tingidos com enzimas e/ou extratos naturais em comparação com os obtidos por processos convencionais.

 

Tarefas desenvolvidas no âmbito do projeto

Este projeto traduziu o esforço significativo de I&D da empresa na busca de um processo de coloração mais ecológico e económico do que os processos atualmente em vigor, tendo envolvido múltiplos desafios enumerados de seguida.

> Substratos têxteis com elevada afinidade para a coloração - Com o objetivo de melhorar a afinidade dos substratos têxteis para o banho de coloração, foram testados diversos tratamentos prévios - químicos ou físicos.

> Formulações estáveis dos extratos naturais e enzimas - Os fornecedores de extratos naturais e enzimas foram criteriosamente escolhidos para que fosse garantida uma elevada qualidade e reprodutibilidade dos seus produtos.

> Palete de cores alargada - Tendo por base a obtenção de uma palete de cores alargada, com garantia de uma elevada solidez da cor, de modo a satisfazer as necessidades do mercado, vários extratos naturais - mediadores e precursores - em combinação com enzimas, ou isoladamente, ou ainda com a adição de mordentes naturais, foram testados.

 

 

> Avaliação do ciclo de vida - O ciclo de vida dos novos substratos coloridos foi realizado por comparação com os tingidos por processos convencionais (com corantes reativos). Esta avaliação revelou, a título de exemplo, uma diminuição de 85% relativamente ao consumo de produtos químicos, e de 41% relativamente ao consumo de gás natural, do processo de coloração desenvolvido, face ao processo de tingimento convencional.

> Características têxteis - Os substratos têxteis coloridos pelo processo desenvolvido foram avaliados, segundo procedimentos normativos, no que respeitou a solidez à luz, lavagem, suor ácido, suor alcalino, água, fricção a seco e húmido, tendo apresentado resultados satisfatórios para todos os parâmetros avaliados.

 

Outras informações de interesse

> Marca: Foi estratégia da empresa proteger os produtos obtidos pelo processo de coloração sustentável desenvolvido no âmbito deste projeto através do registo de uma marca própria – COLORAU.

 

 

> Prémio: A TINTEX foi a empresa vencedora do prémio INOVATÊXTIL 2015, com a solução ALGO.NATUR (COLORAU). Os prémios foram anunciados no âmbito do ITECHSTYLE Fórum, promovido pelo CITEVE na MODTISSIMO 46 PFW 6.

 

> Notícias (JN, Expresso, Jornal T): Este projeto inovador mereceu destaque em várias entrevistas feitas ao CEO da Tintex nos últimos tempos, nomeadamente ao JN, Expresso e Jornal Têxtil.

 

Testemunho

Segundo Mário Jorge Silva um dos coordenadores responsáveis, este projeto permitiu o desenvolvimento de um processo de coloração de substratos têxteis inovador, ecológico e económico que só foi possível com o apoio do COMPETE.

15/01/2016 , Por Célia Pinto